Seguidores

sexta-feira, 16 de novembro de 2007

O TAPECEIRO

João Alexandre

Tapeceiro
Grande artista
vai fazendo o seu trabalho
Encansável, paciente no seu tear
Trapeceiro
Não se engana
Sabe o fim desde o começo
Traça voltas,
mil desvios
sem perder o fio
Minha vida é obra de tapeçaria
É tecido de cores alegres e vivas
Que fazem contraste no meio das cores nubladas e
tristes
Se você olha do avesso
Nem imagina o desfecho
No fim das contas
tudo se explica
tudo se encaixa
tudo coopera para o meu bem
Quando se vê pelo lado certo
Muda-se logo a expressão do rosto
Obra de arte
Pra honra e glória do Tapeceiro
Minha vida é obra de tapeçaria
É tecido de cores alegres e vivas
Que fazem contraste no meio das cores
nubladas e tristes
Se você olha do avesso
Nem imagina o desfecho
No fim das contas
tudo se explica
tudo se encaixa
tudo coopera para o meu bem
Quando se vê pelo lado certo
Todas as cores da minha vida
Dignificam a Jesus Cristo
O Tapeceiro

Um comentário:

União disse...

Conforme requerido, seu blog foi inserido na UBE. Pedimos que coloque nosso selo em seu blog.

Na paz

Valmir